Portfólio Hospital Campo Florido

R$25,00

12x de R$2,53

Portfólio Hospital Campo Florido

Curso: Gestão Hospitalar

Semestre: 4° e 5°

 

 

O Hospital Campo Florido é uma organização privada e de nível secundário de atendimento em saúde. Atualmente, encontra-se com dificuldades para atender sua demanda, que aumenta a cada dia. A Instituição não é a única da cidade com certificação. Atualmente o hospital conta com o título de ‘Acreditado’ (Nível 1), no entanto, o hospital já passou três auditorias para recertificação, válida por dois anos cada, e, anualmente, recebe auditores externos para uma visita periódica. A direção do Hospital então, preocupada com padrão de segurança e na efetividade dos atendimentos, quer receber o título de Acreditado Pleno (Nível 2), trabalhando, assim, para manter níveis elevados de qualidade na prestação de serviço. Diante da situação, o gerente do Hospital, contratou uma equipe
de profissionais especializados em gestão da qualidade/acreditação e processos de auditoria, para  avaliar a instituição como um todo. Vale lembrar, que a auditoria visa identificar as fragilidades, analisando-as e sugerir melhorias para o alcance dos objetivos desejados. Durante a auditoria externa, foram identificadas questões relevantes em algumas unidades: 

Farmácia
• Medicamentos com baixo estoque.
• Problemas com alguns fornecedores (entrega, prazos, contratos de fornecimento, fornecedores não qualificados).
• Problemas com o gerenciamento das informações com relação a controle de estoque (materiais de consumo, medicamentos e etc).
• Problemas com a comunicação e gerenciamento das informações entre diferentes setores. 

Unidade de Terapia Intensiva
• Ausência de um protocolo de avaliação por gravidade ou atendimento.
• Fragilidades no Plano de Gerenciamento de Resíduos por falta de local adequado para armazenar o lixo no local de geração.
• Dificuldade de comunicação entre a Unidade de Terapia Intensiva e os demais setores.
• Equipamentos (monitores, eletrocardiógrafo, esfigmomanômetro digitais e manuais, entre outros) apresentando falhas operacionais, evidenciando fragilidade no gerenciamento da unidade.
INDIVIDUAL – PTI
Estes são problemas que preocupam o gestor do hospital e que precisam ser rapidamente solucionados para a melhoria da qualidade dos serviços prestados pela Instituição. Além disso, um dos objetivos é atingir certificação de “Nível 2 – Hospital Acreditado Pleno” pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Esse processo de acreditação é realizado pelos demais hospitais na busca pela melhoria da qualidade dos serviços em saúde. Portanto, iniciativas deverão ser tomadas a fim de prepará-la para tal processo. É importante destacar que a acreditação em saúde, corresponde a uma metodologia de avaliação espontânea, ou seja, a instituição procura este tipo de avaliação, no sentido de garantir a qualidade da assistência em saúde, por meio de parâmetros previamente aceitos. A acreditação está voltada para três princípios básicos: 

• Estrutura da organização: recursos físicos, materiais e humanos;
• O processo da prestação de serviços em saúde;
• Os resultados, incluindo a satisfação do cliente.
Diante deste contexto, você, enquanto futuro gestor hospitalar, precisa identificar soluções para que o hospital consiga melhorar seus serviços.

Baseado na situação geradora descrita acima produza um texto que aborde todos os tópicos mencionados abaixo:
Para isso, busque soluções para os problemas apresentados, mas, lembre-se de que TODOS os desafios propostos devem ser respondidos fazendo articulações com a SGA apresentada e a teoria respectiva. Logo, é fundamental apresentar poder argumentativo e boa fundamentação das justificativas.
DESAFIOS PROPOSTOS
DESAFIO 1 – Sistemas de Informação Gerencial

Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) proporcionam aos gerentes o controle e monitoramento das operações, e apoiam o planejamento e a tomada de decisão. Os SIG geram informações das diversas áreas funcionais de uma organização, a partir da integração com os Sistemas de Processamento de Transações (SPT) e com os Sistemas de Planejamento de Recursos Empresariais (ERP). Considerando o contexto da SGA, o diretor do Hospital Campo Florido decidiu investir na reestruturação dos sistemas de informação e nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), principalmente do setor da farmácia hospitalar, responsável pela gestão da aquisição e estoque dos medicamentos e equipamentos médicos, para controlar a entrada e distribuição dos produtos para as farmácias setoriais e centros cirúrgicos, e assim, assegurar e garantir o nível de Acreditado Pleno
(Nível 2) do Hospital.

Agora, é o momento de você elaborar um plano para 
a implantação de um ERP, considerando os principais objetivos de um ERP, que possibilita a integração dos processos de negócio das diferentes áreas funcionais de uma organização de forma flexível e segura, para apoiarem a padronização dos processos de negócio e acreditação, garantindo a segurança dos pacientes e, consequentemente reduzindo custos e glosas médicas.
O plano deve contemplar: 

1. A descrição dos benefícios e melhorias que o ERP proporcionará para a empresa e principalmente para o setor da farmácia hospitalar, responsável pelo controle do estoque.
2. A definição e descrição dos processos de negócio que o sistema ERP contemplará. Pode-se adotar um Fluxograma ou um Diagrama de Processos de Negócio – 
Business Process Diagram (BPD) para representar os processos de negócio definidos.
3. A definição e descrição detalhada de todos os recursos e funcionalidades do ERP que será implantado (indicar o nome e fabricante), bem como, das demais tecnologias que se integrarão com os serviços do ERP escolhido, considerando principalmente as tecnologias emergentes, como por exemplo, a tecnologia 
Radio-Frequency IDentification (RFID – Identificação por Rádio Frequência) para o controle de estoque dos medicamentos e equipamentos de alto custo, por exemplo.
DESAFIO 2 – Gestão da Qualidade e Acreditação Hospitalar:
O processo de acreditação está intimamente relacionado com a qualidade e com a segurança do atendimento em saúde. Desse modo, as Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde podem solicitar o processo de Acreditação, realizado por organizações não governamentais, com ou sem fins lucrativos. A principal entidade mantenedora da Acreditação brasileira é a Organização Nacional de Acreditação (ONA), criada em 1999, responsável por credenciar Instituições Acreditadoras para realizar avaliações pela metodologia do Sistema Brasileiro de Acreditação – ONA. Considerando que o Hospital Campo Florido deseja ser um Hospital “Acreditado Pleno (Nível 2)’’, ele precisa submeter-se a fase de avaliação, compreendida pela vistoria de todos os setores e unidades
hospitalares. Para que o hospital seja avaliado é importante que todos os colaboradores sejam informados e preparados para tal processo. A visita, propriamente dita, deve ser voluntária e solicitada formalmente à Instituição Acreditadora Credenciada pela ONA.
Diante deste contexto e da situação-problema, é importante que você, enquanto futuro gestor hospitalar, compreendam o processo de acreditação. Por isso:
Destaque as principais características do “Nível 2 – Acreditado Pleno”, além de identificar quais estratégias podem ser realizadas pelo hospital frente às fragilidades encontradas. Ressalte o período em que a instituição pode permanecer com este Nível de Acreditação, ou seja, a validade dele.

DESAFIO 3 – Processos Logísticos:
A logística é o conjunto de atividades que integra, coordena e controla o fluxo físico de materiais e de informações nas fases de: compra, armazenagem, manipulação de material, movimentação, distribuição e transporte. Dentre os subprocessos que se destaca a logística de suprimentos que é responsável pela entrada de todos os suprimentos, ou seja, todos os insumos necessários à atender a demanda, como por exemplo, medicamentos, gases, equipamentos e mão de obra, até a liberação para que possam ser efetivamente consumidos. Envolve ainda as atividades de seleção de fornecedores, aquisição, definição dos meios de transporte, processos de armazenagem, a gestão e ainda coordena o fluxo de informações relacionados a estes insumos.
Como mencionado na Situação Geradora de Aprendizagem (SGA), o Hospital Campo Florido apresenta problemas com alguns fornecedores (entrega, prazos, contratos de fornecimento, fornecedores não qualificados). Deste modo, cabe a você neste momento desenvolver um manual que servirá para orientar o desenvolvimento, avaliação e cadastro de novos fornecedores. Isso significa dizer que nenhum fornecedor poderá trabalhar com o Hospital San Martin caso todos os requisitos e critérios não estejam de acordo com este manual.

DESAFIO 4 – Auditoria em Saúde:
Assim como o processo de acreditação contribui para a melhoria da qualidade e da segurança na área da saúde, a auditoria também contribui a estes aspectos por meio do planejamento e execução dos trabalhos de auditoria que permitem que o auditor avalie uma situação para recomendar melhorias.
Em razão dos problemas mencionados na Situação Geradora de Aprendizagem (SGA), está sendo feita uma auditoria plena em todo o hospital, no entanto, você e sua equipe de profissionais de Auditoria, preocupados com qualidade da saúde e dos trabalhos, foram designados para o trabalho de auditoria no hospital na Farmácia.
Durante a execução da auditoria, foram registradas nos papéis de trabalho os achados e as evidências, os quais são elementos fundamentais para embasar a opinião da auditoria sobre as atividades e os processos do hospital e permitir que ela forneça recomendações, levando, esta avaliação, ao aumento da qualidade e da segurança dos atendimentos na saúde. Os achados identificados foram: a) Medicamentos com baixo estoque; b) Problemas com alguns fornecedores (entrega, prazos, contratos de fornecimento, fornecedores não qualificados); c) Problemas com o gerenciamento das informações com relação a controle de estoque (materiais de consumo, medicamentos e etc).
Assim, com base nas informações obtidas e apresentadas a respeito da Farmácia Hospitalar, comente o papel do programa de auditoria nesta situação e liste pelo menos cinco recomendações, de modo, a sugerir as ações que o hospital poderia tomar para resolver os problemas identificados.
Veja a lista de referências, pois é sugerida a leitura de alguns manuais de auditoria:

DESAFIO 5 – Bioética e Biossegurança:
Todas as instituições geradoras de resíduos de serviços de saúde devem elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde, também conhecido pele sigla PGRSS. Esse plano dever ser baseado nas características dos resíduos gerados e na classificação destes, estabelecendo as diretrizes para o seu manejo. Percebe-se que a Unidade de Terapia Intensiva apresenta fragilidades no Plano de Gerenciamento de Resíduos por falta de local adequado para armazenar o lixo no local de geração.
Diante desse problema identificado na Situação Geradora de Aprendizagem (SGA), conceitue o que é Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) e qual o seu objetivo. Após isso, pensando enquanto gestor hospitalar, pontue e explique o passo-a-passo da elaboração do PGRSS.

 

Baixe na hora !

Após a compra Aprovada, você recebe o link para download imediato em seu e-mail cadastrado em nosso site.

Compre com Segurança

Com todos os cartões de crédito e PIX.

Site Blindado

Protegemos seus dados.