Oferta ! Envio imediato (E-mail)

Portfólio A empresa CCB e os desafios dos novos tempos

R$100,00

R$50,00

50% OFF
12x de R$4,99

Portfólio A empresa CCB e os desafios dos novos tempos

Curso: Tecnologia em Recursos Humanos. 3° e 4° Semestre, Unopar e Anhanguera.

A empresa CCB e os desafios dos novos tempos:

A CCB é uma empresa que atua no ramo da construção civil desde 2003 e tem como um de seus principais objetivos agilizar e otimizar os processos de Gestão de Pessoas e de Segurança do Trabalho. A empresa considera que adotando práticas gerenciais inovadoras serão reduzidos os elevados índices de acidentes de trabalho, de custos decorrentes de afastamentos, pagamentos de impostos e rotatividade, possibilitando inclusive adotar um olhar mais estratégico para ações relacionadas ao desenvolvimento de carreiras, bem como novos planos para cargos e salários, entre outros aspectos. Com o objetivo de aprimorar a gestão de segurança do trabalho e garantir a qualidade de vida dos seus trabalhadores nos canteiros-de obras, a CCB decidiu investir na aquisição de um novo Sistema de Informação Gerencial. Paralelo a isto, todo o cenário social e empresarial vem sofrendo drasticamente com a pandemia do novo coronavírus e com a CCB não tem sido diferente. Os trabalhadores da construção civil tiveram que passar por adaptações, em parte devido às mudanças no ritmo deste setor, antes mais acelerado. Na CCB as atividades não pararam durante o período de quarentena, o que aumentou ainda mais as preocupações da empresa com a saúde dos seus trabalhadores nos canteiros-de-obras e com o uso correto dos equipamentos de segurança, além de todas as medidas de prevenção recomendadas. Mesmo diante de uma avaliação mais positiva para o uso da tecnologia, já que as pessoas tem recorrido frequentemente às relações e operações tecnológicas e virtuais para enfrentarem todo o momento de quarentena e isolamento social, no que se refere à aquisição do novo Sistema de Informação Gerencial, a direção da CCB tem percebido certa resistência dos funcionários que, simplesmente, “não confiam” em computadores. Vários deles tiveram experiências pessoais desagradáveis que envolveram tecnologia, como atrasos de pagamentos, cobrança de contas indevidas, operações bancárias mal sucedidas, assinaturas de revistas extraviadas e outros processos computadorizados em voga, e por isso acreditam que os computadores sejam mais “causadores” do que “solucionadores” de problemas. Outra resistência comum provém de trabalhadores que acreditam que a implantação de operações computadorizadas reduzirá as necessidades de mão-de-obra da empresa; sentimento que tem se intensificado durante a crise provocada pela pandemia, ou ainda que os forçará a aprender novos conhecimentos e atitudes que eles não estão certos de querer aprender. 

Portfólio A empresa CCB e os desafios dos novos tempos

Envios Via E-mail ou Whatsapp

Após a compra Aprovada, você recebe o material completo de imediato.

Compre com Segurança

Com todos os cartões de crédito

Site seguro

Protegemos seus dados